Como um garoto hiperativo e “rato de praia” se torna hexa-campeão do Ultraman do Havaí?

O que levou este corredor precoce a encarar o triathlon mais competitivo e famoso do mundo, com apenas 18 anos de idade?

Essas respostas e tantas outras histórias você ouve aqui, no episódio de hoje com o grande Alexandre Ribeiro. Torcedor fanático do Fluminense, a personalidade mais “gente boa” do nosso esporte relembra uma época do Rio de Janeiro que dá saudades. Ele narra o começo da Maratona do Rio, suas aventuras para treinar com pouca informação e muita vontade. Relembra o começo do triathlon no Brasil em 1982 e também do período em que morou com o amigo e parceiro de treinos Dean Harper (vencedor do primeiro Wildflower Triathlon e capa da primeira edição da revista Triathlete em maio de 1983) em Sacramento nos Estados Unidos, treinando sob orientação de Marc Evans. Ele nos conta a respeito da sua estréia no Ironman do Havaí, aos 18 anos, e das várias experiências que teve em Kona, inclusive uma até então inédita 20. colocação em 1996.

Alexandre relembra fatos, nomes e tempos como se a história do triathlon houvesse iniciado há um ano, o que torna nossa conversa interessantíssima para que deseja conhecer um pouco mais a fundo a história no triathlon brasileiro.

Aproveitem!

– LINKS MENCIONADOS DA CONVERSA DE HOJE –

Instagram
Facebook
Pro Ribeiro
UB515 Ultra Triathlon
Ultraman Hawaii
Núcleo Aventura
Matéria dos 20 anos do melhor tempo de um brasileiro no Havaí
Dean Harper
CORJA
Marc Evans
Scott e Sean Molina
Campo Neutro – José Inácio Werneck
Kenneth Cooper no Brasil
Djan Madruga – USTS Hilton Head