Minha convidada é um exemplo de que o esporte pode nos levar muito mais longe do que imaginamos, tanto literal quanto metaforicamente.

Carioquíssima, ela viveu a infância e a adolescência no Rio dos anos 70 e 80. Incentivada pela mãe, dona Arlette, que pegou carona na moda do cooper, então recém chegada ao Brasil, ela começou a correr aos 19 anos de idade. Poucos meses depois, em 1983, ganhou a inscrição para a Maratona Atlântica Boa Vista. Leu o que encontrou sobre o assunto na extinta Revista Viva, fez um treino “longo” de 16km e largou para a sua primeira vez numa maratona.

Apesar da experiência ruim e que a fez perder quase todas as unhas do pés, ela ficou fascinada. No mesmo ano participou da 1. Maratona da Printer e desde então nunca mais parou.

Só com a mãe ela correu 38 maratonas, sendo que em mais de 20 ocasiões terminou atrás dela. Atenta às oportunidades e muito planejada, desde a sua estréia na famosa Maratona de Nova Iorque, em 1986, ela já participou de 28 edições. Correu diversas maratonas no Brasil, em Estocolmo, Santiago, Tóquio, Berlim, Toronto entre outras mais e menos famosas. Entre 2014 e 2018, correu na África do Sul a Two Oceans 4 vezes e três edições da Comrades, a mais famosa ultra maratona mundo.

Conosco hoje a economista, administradora, ex-moambeira, empresária e analista de risco de seguro de vida, guia de viagens, corredora amadora e maratonista pioneira no Brasil, uma mulher que passou as últimas quatro décadas correndo atrás de boas histórias, de Uberlândia a Nova Iorque, do Rio à Pietermaritzburg e completou por três vezes as 6 principais maratonas do mundo. Uma mulher que vive a vida que é o sonho de todo maratonista, a carioca Denise Ferreira do Amaral.

Inspire-se!

SIGA e COMPARTILHE o Endörfina através do seu app preferido de podcasts.

Contribua também com este projeto através do Apoia.se.

SIGA E CONHEÇA MAIS SOBRE A DENISE E ALGUNS ASSUNTOS MENCIONADOS NA CONVERSA DE HOJE ATRAVÉS DOS LINKS A SEGUIR.

Instagram

Corrida no Ar: Ela é a rainha de Nova Iorque

Corrida com ciência – Denise Amaral (Youtube)

Como começou o cooper no Brasil, por Walter Tuche.

Episódio #182 com Walter Tuche

Episódio #24 com Alexandre de Médicis

Episódio #12 com a família Werneck

Pier de Ipanema

Gobbler Grind Marathon

Conhecer seguros: Underwriting

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *