Meu convidado de hoje nasceu em São Paulo há quase seis décadas. Passou a infância entre a Capital e a fazenda da família no interior de São Paulo. Na adolescência descobriu as maravilhosas praias de Ubatuba, quase se tornando um local.

Lá viveu inúmeras aventuras e fez importantes amizades. Ao empreender numa mini fábrica de parafina, começou a surfar e curtiu a vida adoidado até que em 1990, conheceu o triathlon e se apaixonou. Desde sempre muito intenso, depois de dois anos no esporte decidiu enfrentar o Ironman Nike Portogalo, realizado entre Angra dos Reis e a cidade do Rio.

Cada vez mais imerso na modalidade, rapidamente se adaptou ao estilo de vida do triatleta. Numa época em que as provas lotavam,  as sungas eram o padrão e que a competitividade era acirradíssima, ele participou dos principais eventos do país.

Em 1995 voltou a participar de provas de Ironman, um na Nova Zelândia e outro em Lanzarote, na Espanha. Até 2001 participou de mais de uma dezena de provas de Ironman na Nova Zelândia, na Suíça, nos EUA e no Brasil.

Em 1999 levou sua paixão pelo triathlon ao extremo e pela primeira vez participou de um Ultraman, no Havaí. Distâncias que ele experimentaria outras três vezes, no Brasil, no UB515.

Fascinado pelo desafio, quando as Corridas de Aventura chegaram por aqui, lá estava ele alinhando na lendária EMA 1998. Nos anos seguintes participou de diversas provas menores.

Já escalou o Montblanc, pedalou pela Nova Zelândia, pela Europa, participou da Cape Epic em 2010 e de três edições da Brasil Ride. Em 2019 correu o Ohana Triathlon, segundo ele o triathlon mais difícil da sua vida e foi experimentar ao lado da esposa, o Ironman de Mar del Plata.

Nesse mesmo ano, decidiu encarar uma prova de ciclismo de ultra distância, a Silver State 508. Foram 800k pedalados no estado de Nevada, EUA. Agora em 2022, deu um passo maior ao pedalar quase 1500km na Race Across The West, uma versão encurtada da RAAM, prova que ele sonha em concluir, se seus planos derem certo, já em 2023.

A voz de trovão contrasta com um coração tão grande que não se tem notícia de alguém que não o queira bem. Vivendo o triathlon ininterruptamente nos últimos 33 anos, ele possui uma disciplina e constância de fazer inveja a muitos garotos com idade para serem seus filhos. Garotos aliás, que somente o conhecem através dos seus famosos áudios que vira e mexe circulam pelos grupos de Whatsapp da “triatletaiada.”

Conosco aqui o incansável, o imparável, a lenda urbana do triathlon nacional, um dos caras mais generosos que eu conheço, o marido da Fernanda, pai da Pietra e do Mateus, meio fazendeiro e triatleta por inteiro, o inconfundível Pedro Morganti. Inspire-se!

SIGA e COMPARTILHE o Endörfina através do seu app preferido de podcasts.

Contribua também com este projeto através do Apoia.se.

Um oferecimento também da Titanium Vida, Saúde e Previdência.

Com 20 anos de história, o comprometimento total com seus clientes e uma alta credibilidade, a Titanium oferece as melhores soluções em proteção e segurança que você encontra no mercado, com planos de seguro de Vida, Saúde e Viagem.

A Titanium oferece serviços para seu bem-estar, como o Seguro de Vida Resgatável, que além de resguardar e proteger o futuro das pessoas que você ama, te dá a opção de resgatar os valores em vida, e o Seguro Saúde com cobertura mundial e livre escolha de médicos, clínicas e hospitais.

Colocar a Titanium em seu futuro é uma escolha sensata. Aproveite os melhores momentos da vida com quem você ama, livre de preocupações com o amanhã.

Siga e conheça mais sobre a Titanium no @titanium.consultoria.

Não conte com a sorte, conte com a Titanium!

SIGA E CONHEÇA MAIS SOBRE O PEDRO E ALGUNS ASSUNTOS MENCIONADOS NA CONVERSA DE HOJE ATRAVÉS DOS LINKS A SEGUIR:

Instagram

Facebook

Facebook UB515 – depoimento Pedro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *