Episódio 75 com Rosana Merino

Após uma cirurgia relativamente simples, minha convidade foi surpreendida ao acordar na UTI e saber que estava paralisada do pescoço para baixo. Mesmo o mais otimista dos campeões sentiria o que ela sentiu. Essa talentosa super atleta, treinadora, coach e palestrante conta de onde vem a energia contagiante que a faz perseguir, não mais um título ou reconhecimento, mas o domínio sobre o próprio corpo para vencer o mais difícil desafio da sua vida até aqui.

Episódio 70 com João Paulo Diniz

Meu convidado de hoje é uma figura pública que ostenta uma forte imagem ligada aos esportes e à vida saudável. Desde jovem abraçou a causa levantada inicialmente pelo pai e não apenas usa o esporte como instrumento para manter sua saúde, como investe uma boa porção do seu tempo para contribuir com o desenvolvimento do nosso esporte, em todas as modalidades.

Episódio 58 com Emerson Gomes

A história do meu convidado de hoje é um exemplo perfeito da nossa capacidade de improvisar e principalmente de nos adaptar aos desafios impostos pela vida. Sem planejamento, este advogado acabou construindo uma carreira de sucesso que viria definir a sua vida desde os 18 anos até hoje.

Episódio 55 com Aglaé Menezes

Aglaé Menezes tem hoje 43 anos e adora estar próxima à natureza e a nadar, principalmente em competições de águas abertas. Começou a correr muito cedo, aos 8 anos e somente aos 11 foi apresentada à natação. Faltava então apenas a bicicleta, para que no ano seguinte, ela estreasse no triathlon. Deu tudo tão certo, que Aglaé foi onze vezes campeã brasiliense e tri-campeã sul americana júnior de triathlon.

Episódio 49 com Marcos Paulo Reis e Leandro Macedo

Nesta edição especial do Endörfina, dois amigos e convidados que já passaram por aqui retornam, agora juntos, para conversar e discutir sobre o triathlon e a corrida, sobre a evolução do esporte, sobre treinamento, doping, sobre o triathlon profissional, amador e sobre os mais recentes fatos e resultados das duas modalidades. Uma rara oportunidade de ouvir as opiniões do técnico Marcos Paulo Reis e do ex-campeão mundial de triathlon e agora treinador, Leandro Macedo.

Episódio 48 com Lauter Nogueira

Lauter é formado em engenharia e educação física e participou do primeiro triathlon brasileiro, a Corrida Alegre em 1982. Foi técnico de alguns dos primeiros triatletas nacionais, integrou a equipe técnica da delegação de triathlon em Sydney e é comentarista da Rede Globo desde 1995.

Episódio 40 com Alexandre Maximiliano

Carioca de alma e espírito, este oceanógrafo e professor de educação física, apaixonado pelo esporte da redonda desde a infância, correu muito atrás da bola e de pipas numa época em que ainda era seguro uma criança brincar pelas ruas. Um dia sonhou em ser triatleta. Afinal, já praticava natação e chegava primeiro que seus colegas nas pipas que perseguia. Morando na cidade onde surgiu o nosso esporte, foi fácil começar a competir. Estreou em 1987, foi bronze no Ironman do Havaí na categoria até 24 anos (1995), mesmo ano em que foi vice–campeão do Troféu Brasil e bronze também no campeonato sul-americano de 1996. Sagrou-se hexa-campeão carioca de duathlon entre outros títulos!

Episódio 26 com Leandro Macedo

Leandro Corrieri de Macedo, é um gaúcho de Porto Alegre apaixonado por futebol e sem sombra de dúvidas, o MELHOR TRIATLETA que o Brasil já teve. Já morando em Brasília, conheceu a corrida e o triathlon por acaso. Com a ajuda da meditação, prática que abordamos na conversa de hoje, Leandro construiu uma carreira de sucesso. Entre tantos titulos, foi em 1991 o primeiro campeão do circuito ITU, tetra-campeão pan-americano, tri-campeão sul-americano, medalha de bronze no campeonato mundial em 1996 e o primeiro triatleta a correr os 10k para baixo dos 31’!

Episódio 18 com Leonardo Casadio

Corredor desde os 12 anos, este mineiro de Juiz de Fora estreou na corrida do Corcovado em 1981, vencendo sua faixa etária. Aos 14, participou por acaso do seu primeiro triathlon, a etapa carioca do Circuito Golden Cup, com a inscrição de um então amigo de seu pai! Daí em diante, participou de todas as provas entre Minas e Rio, e também das principais competições do calendário nacional, obtendo sempre resultados expressivos. Em 1988 ingressou na faculdade de odontologia e migrou para o mountain bike, fazendo parte da famosa equipe Caloi, ao lado de nomes consagrados como Ieda Botelho, Renata Osório e Jamil Suaiden. Chegou a ser top 5 no ranking brasileiro.

Episódio 15 com Alexandre Ribeiro, parte 1

Como um garoto hiperativo e "rato de praia" se torna hexa-campeão do Ultraman do Havaí? O que levou este corredor precoce a encarar o triathlon mais competitivo e famoso do mundo, com apenas 18 anos de idade? Essas respostas e tantas outras histórias você ouve aqui, no episódio de hoje com o grande Alexandre Ribeiro. Torcedor fanático do Fluminense, a personalidade mais "gente boa" do nosso esporte relembra uma época do Rio de Janeiro que dá saudades. Ele narra o começo da Maratona do Rio, suas aventuras para treinar com pouca informação e muita vontade. Relembra o começo do triathlon no Brasil em 1982 e também do período em que morou com o amigo e parceiro de treinos Dean Harper (vencedor do primeiro Wildflower Triathlon e capa da primeira edição da revista Triathlete em maio de 1983) em Sacramento nos Estados Unidos, treinando sob orientação de Marc Evans. Ele nos conta a respeito da sua estréia no Ironman do Havaí, aos 18 anos, e das várias experiências que teve em Kona, inclusive uma até então inédita 20. colocação em 1996.