Episódio 71 com Cid Lopes Cardoso

Organizador do primeiro Ironman realizado no Brasil e parceiro do Núbio nas primeiras provas de triathon de Santos, Cid foi editor do jornal extinto TRIATLETA e o responsável por apresentar o RAAM aos brasileiros. Tudo isso por hobby!

Episódio 70 com João Paulo Diniz

Meu convidado de hoje é uma figura pública que ostenta uma forte imagem ligada aos esportes e à vida saudável. Desde jovem abraçou a causa levantada inicialmente pelo pai e não apenas usa o esporte como instrumento para manter sua saúde, como investe uma boa porção do seu tempo para contribuir com o desenvolvimento do nosso esporte, em todas as modalidades.

Episódio 69 com Vinícius Martins

Este mineiro de Iturama passou a toda a infância e adolescência sobre a bicicleta. Ao entrar na faculdade de Engenharia Mecânica Mecatrônica largou momentaneamente a bike até que depois de alguns anos e 20 kg mais pesado, resolveu que seria hora de voltar a pedalar.

Episódio 68 com João Amoêdo

Meu convidado de hoje é outro carioca que também foi um dos pioneiros da maratona e do triathlon brasileiros, estreando respectivamente em 1982 e 1984. Possui em seu currículo 15 maratonas, 6 Ironman e a co-criação de um partido político!

Episódio 66 com Rafael Magalhães

Rafael estreou no IM de Kona em 84 e já em 87, após dar uma pausa na carreira de engenheiro, fez 9h41’, sendo o primeiro sul americano a baixar das dez horas. Voltou à competir no mundial em 88 e 89, estabelecendo o recorde brasileiro na época, com 9h28’.

Episódio 63 com Daniel Rodrigues

Daniel é um triatleta da nova geração. Se interessou pelo esporte quando por aqui se vivia o que eu gosto de chamar de segunda onda do triathlon. Impulsionado pelo sucesso do Ironman de Florianópolis, este ultra maratonista resolveu experimentar o esporte das três modalidades. Começou de maneira não muito ortodoxa, direto no 70.3 de Penha em 2012, para no ano seguinte saltar para o full distance de Floripa.

Episódio 60 com Sérgio Cordeiro

Este pedagogo vem de uma família bastante humilde. Sua infância no Rio de Janeiro do final da década de 1950 e começo dos 60 foi marcada por dificuldades financeiras ao ponto de ter enfrentado a falta de ter o que comer e onde morar. Superadas as dificuldades seguiu sua vida até o dia em que, já trabalhando para a TELERJ (antiga cia telefônica do RJ), teve contato com a corrida através de um programa interno de qualidade de vida. Tinha então 27 anos e logo pegou gosto pela novidade.

Episódio 59 com Juraci Moreira

Meu convidado de hoje é mais uma caso de talento que foi revelado ainda jovem. Da natação na infância e começo da adolescência, este curitibano se interessou pelo triathlon aos 14 anos de idade. Aos 18 resolveu se profissionalizar e um ano depois já conquistaria o título de campeão brasileiro, sendo até então o mais jovem atleta a conquista-lo.

Episódio 58 com Emerson Gomes

A história do meu convidado de hoje é um exemplo perfeito da nossa capacidade de improvisar e principalmente de nos adaptar aos desafios impostos pela vida. Sem planejamento, este advogado acabou construindo uma carreira de sucesso que viria definir a sua vida desde os 18 anos até hoje.

Episódio 57 com Fernando Palhares (FODAXMAN)

No episódio de hoje converso com um executivo que se apaixonou pelo triathlon e foi seduzido pelo “m.dot” como muitos, mas passado algum tempo se viu novamente procurando um motivo para treinar por horas a fio. Ele percebeu que as provas bem organizadas, com estrutura de primeiro mundo e referência na modalidade passaram a não representá-lo mais. Fernando não está sozinho! Ele faz parte de um grupo que vem crescendo nos últimos anos, motivado pelos mesmos objetivos que fizeram os primeiros corajosos a se aventurar no Ironman do Havaí no final dos anos 70. Estas pessoas se arriscam a experimentar provas mais desafiadoras e mais imprevisíveis. As distâncias do Ironman já não são suficientes. Eles buscam desafios maiores como baixas temperaturas, subidas intermináveis e percursos difíceis.