Episódio 102 com Viviane Favery

Minha convidada de hoje é uma campeã do mountain bike, modalidade que exige muita técnica e força. Dona de uma história bastante fora do padrão, ela começou tarde na modalidade e em pouco tempo já dava sinais de que não seria apenas mais uma garota alinhando nas competições. Na época, dividia sua rotina como executiva de marketing durante a semana e mountain biker nos finais de semana. Aos poucos a vida corrida da paulistana passou a não fazer mais sentido.

Episódio 101 com Amilcar Altemani

A história de vida do meu convidado de hoje é parecida com aquelas que tantas e tantas vezes assistimos nos vídeos oficiais das provas do Ironman do Havaí, quando a organização escolhe a dedo um ou dois amadores que muito distante dos profissionais, não esperam se consagrar no campeonato mundial da distância. São pessoas comuns que transformaram suas vidas numa jornada de superação e enfrentamento de dificuldades com o auxílio do triathlon mais famoso do mundo.

Episódio 100 com Frank Silvestrin

Meu convidado de hoje iniciou no triathlon a pouco mais de 20 anos. Foram duas décadas aprendendo e se aprimorando. O ex-lateral esquerdo que detestava as aulas de natação aprendeu que basta ter um objetivo, ser persistente e determinado que é possível chegar aonde queremos. Seguindo o ditado oriental que diz “devagar que eu tenho pressa”, esse gaúcho agora vive o auge da sua carreira como atleta profissional ao mesmo tempo em que vive o momento mais especial da sua vida como homem, pois o pequeno Francisco, seu primeiro filho, está para nascer nos próximos dias.

Episódio 99 com Ciça Carvalho

Quase que como se tivesse seguido os passos de uma cartilha de triathlon, minha convidada de hoje começou no esporte de endurance através das corridas de rua. Pouco mais de um ano depois e já com alguns biathlons de experiência, resolveu que era a hora de estrear na modalidade das três disciplinas. Começou pelo short, depois o olímpico. Depois veio uma maratona e mais provas curtas até a participação num 70.3 em 2010.

Episódio 98 com Daniela Genovesi

No mundo dos esportes, muitos feitos são admiráveis e dentre esses, apenas alguns podem ser considerados espetaculares. Agora há uma categoria de atletas que se distingue ainda mais por meio das suas conquistas. Elas esbarram no limite da compreensão. Minha convidada de hoje é um exemplo desse tipo de atleta. Independentemente dos diversos outros títulos conquistados no body board, jiu-jitsu em provas de ciclismo de ultra resistência, ela conseguiu vencer a Race Across America não apenas uma, mas nas duas vezes em que participou dessa prova que já foi considerada o evento esportivo mais difícil do mundo.

Episódio 97 com Valmir Nunes

O melhor ultra maratonista brasileiro até hoje aqui no Endörfina conta a sua trajetória. O começo no futebol, a superação de uma grave doença, os recordes e as aventuras. Ouça as histórias e entenda de onde vem a força e a determinação do santista Valmir Nunes, que hoje, mesmo depois dos 50 anos continua buscando desafios.

Episódio 95 com a Dra. Patrícia Campos e a Dra. Fernanda Lima

Convidei a ambas para que pudessem dar suas opiniões e esclarecer um pouco da relação entre treinamento, nutrição e saúde. Três ingredientes de uma receita que muitas vezes não traz bons resultados. Três peças de um quebra-cabeças que, a julgar pelas redes sociais, não tem segredo. Acomode-se onde quer que você esteja e prepare-se para aprender muita coisa sobre o que você, provavelmente vem fazendo de errado com seu treino, nutrição e sua saúde.

Episódio 94 com Danilo Balu

Ele já fez de tudo um pouco no mundo da corrida. Se formou em duas faculdades (esportes e nutrição), trabalhou no marketing de grandes marcas de artigos esportivos, foi organizador de provas, escreveu quatro livros e mais recentemente se tornou um dos apresentadores do podcast “3 Lados da Corrida”, ao lado dos meus amigos Ricardo Hirsch e de outro convidado do Endörfina, o consultor Rodrigo Roehniss.

Episódio 93 com Edmundo Foschini

Recebo hoje aqui um antigo amigo, um cara que desde sempre me impressionou e inspirou. Um cara tranquilo, ponderado, determinado e super focado. Um atleta que devido a sua contribuição ao esporte, se fosse americano ou europeu, já teria um parque aquático ou avenida com seu nome. Para você ter uma idéia da importância da sua carreira na natação, para começar foi vice campeão da maratona aquática 14 Bis em 1982 e campeão paulista de maratonas aquáticas em 1983.

Episódio 92 com Carlos Dias

Recebo hoje um cara que tem uma história, ou muitas, super interessantes. Aliás, super é um adjetivo que se enquadra muito bem tanto na sua personalidade quanto nos seus feitos esportivos. Vindo de uma família humilde, ficou orfão de pai muito cedo e com suas duas irmãs mais velhas foi criado pela mãe, Dona Neli. Ainda garoto percebeu que a vida não seria fácil e partiu para a luta. Luta que se transformou em conquistas e sucesso. Luta que ele levou para sua paixão, a corrida.