Episódio 109 com Ana Lídia Borba

Minha convidada de hoje é com certeza uma das pessoas mais notáveis que transitam pelo universo do triathlon nacional. Dona de uma versatilidade impressionante, esta goianense viveu o sonho de ser atleta profissional e aparentemente não se intimida com qualquer obstáculo que surge à sua frente. Na verdade ela aproveita cada oportunidade para desafiar-se e crescer, para dar vazão à sua veia criativa e empreendedora.

Episódio 107 com Luiz Cocuzzi

Ele é multicampeão brasileiro de mountain bike e está em busca de realizar o sonho de participar dos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020. Tem o privilégio de ser filho de um ex-ciclista profissional que anda de bicicleta desde antes mesmo de nascer. Após uma rápida passagem pelo ciclismo de estrada, resolveu se dedicar às pistas de terra e após ser selecionado pelo COB e a CBC para passar um período no Centro Mundial de Ciclismo, na Suiça, voltou com o objetivo de se profissionalizar.

Episódio 106 com Otávio Bulgarelli

Recebo hoje um talentoso ciclista de estrada que conquistou sua primeira vitória aos 13 anos e que depois da experiência de correr por uma equipe canadense e outra italiana, retornou ao Brasil para sagrar-se campeão brasileiro de estrada em 2012. Foi também vencedor da Volta de Santa Catarina em 2013 entre outros títulos da carreira. Retirou-se do circuito profissional em 2017, porém, não se afastou da bicicleta.

Episódio 105 com Tony Kanaan

Meu convidado de hoje é um daqueles baianos arretados. Nascido em Salvador há quase 45 anos, ele entrou no automobilismo aos 8. Esse descendente de libaneses rodou o mundo em busca de vitórias e foi nos Estados Unidos que fez fama e fortuna. Com resultados importantes, seu jeito brincalhão e a vitória numa das competições mais emblemáticas do automobilismo mundial, as 500 milhas de Indianápolis, ele conquistou a América.

Episódio 104 com Beatriz Pinna

Recebo hoje uma triatleta amadora que veio do tênis. Foi através do incentivo do irmão mais velho que ela resolveu deixar a monotonia da corrida para experimentar o triathlon. Logo ela se viu fazendo treinos que jamais poderia imaginar e pegou gosto pela nova modalidade. Com o passar do tempo, já completamente tomada pelo estilo de vida do triathlon, essa mulher formada em administração de empresas com MBA em finanças começou a querer analisar o desempenho de suas concorrentes e descobriu que não se tratava de uma tarefa simples mesmo para quem domina o excel.

Episódio 103 com Carlos Ambrosio

A conversa de hoje é com um apaixonado por motos, especialmente as fora de estrada. Na verdade ele é um apaixonado por velocidade fora da estrada. Com apenas 53 anos ele tem em seu currículo 17 participações no Rali dos Sertões e 3 participações no Rali Dacar, entre alguns outros desafios à bordo tanto de motos quanto de carros e UTVs. Tudo isso em paralelo a uma vida intensa e bem sucedida no mercado financeiro, afinal, para um piloto amador os ralis não pagam as contas.

Episódio 102 com Viviane Favery

Minha convidada de hoje é uma campeã do mountain bike, modalidade que exige muita técnica e força. Dona de uma história bastante fora do padrão, ela começou tarde na modalidade e em pouco tempo já dava sinais de que não seria apenas mais uma garota alinhando nas competições. Na época, dividia sua rotina como executiva de marketing durante a semana e mountain biker nos finais de semana. Aos poucos a vida corrida da paulistana passou a não fazer mais sentido.

Episódio 101 com Amilcar Altemani

A história de vida do meu convidado de hoje é parecida com aquelas que tantas e tantas vezes assistimos nos vídeos oficiais das provas do Ironman do Havaí, quando a organização escolhe a dedo um ou dois amadores que muito distante dos profissionais, não esperam se consagrar no campeonato mundial da distância. São pessoas comuns que transformaram suas vidas numa jornada de superação e enfrentamento de dificuldades com o auxílio do triathlon mais famoso do mundo.

Episódio 100 com Frank Silvestrin

Meu convidado de hoje iniciou no triathlon a pouco mais de 20 anos. Foram duas décadas aprendendo e se aprimorando. O ex-lateral esquerdo que detestava as aulas de natação aprendeu que basta ter um objetivo, ser persistente e determinado que é possível chegar aonde queremos. Seguindo o ditado oriental que diz “devagar que eu tenho pressa”, esse gaúcho agora vive o auge da sua carreira como atleta profissional ao mesmo tempo em que vive o momento mais especial da sua vida como homem, pois o pequeno Francisco, seu primeiro filho, está para nascer nos próximos dias.

Episódio 99 com Ciça Carvalho

Quase que como se tivesse seguido os passos de uma cartilha de triathlon, minha convidada de hoje começou no esporte de endurance através das corridas de rua. Pouco mais de um ano depois e já com alguns biathlons de experiência, resolveu que era a hora de estrear na modalidade das três disciplinas. Começou pelo short, depois o olímpico. Depois veio uma maratona e mais provas curtas até a participação num 70.3 em 2010.