Episódio 24 com Alexandre de Médicis

Em 2018 o Endörfina celebra os 35 anos do Triathlon brasileiro. Tudo começou no RJ com a "Corrida Alegre", idealizada e organizada pelo jornalista José Ignácio Werneck (meu convidado no episódio 12). Largaram cerca de mil pessoas, poucas porém, com o objetivo de competir nas três modalidades (natação, corrida e ciclismo, nesta ordem!). Um dos competidores que já sabia sobre o novo esporte e havia treinado para a competição é meu convidado de hoje. Alexandre de Médicis foi o primeiro triatleta brasileiro.

Episódio 23 com Ivan Albano

No triathlon desde 1991, quando ainda competia como júnior, até hoje, com 28 provas de Ironman no currículo (6 só em Kona) e três vitórias consecutivas no UB515, este paulista de Mogi Mirim vive desde então para o esporte, seja treinando para o próximo desafio, seja orientando e incentivando seu filho David (8 anos) ou seus alunos! Com vocês, IVAN ROBERTO DE CAMPOS ALBANO JUNIOR.

Episódio 20 com Adriano Bastos

Meu convidado de hoje ingressou na corrida por incentivo do irmão mais velho, figura quase que paterna para ele. O desempenho acima da média o levou a encarar os primeiros duathlons em 1993 e logo em seguida vieram os triathlons. Dono de uma corrida sempre muito forte e com a ajuda de Marcos Paulo Reis, novas oportunidades foram surgindo até que resolveu correr sua primeira Maratona em 1998, em SP. As 2h41min impressionaram a todos, exceto ele, que sentia que ainda estava longe do seu limite! Repetiu o feito em SP no ano seguinte com o mesmo tempo, mas foi na edição de Blumenau, onde fechou com 2h28min, vencendo a categoria, e na de Curitiba, apenas dois meses depois, onde obteve a marca das 2h31min que fizeram com que recebesse a proposta que iria mudar sua vida para sempre.

Episódio 18 com Leonardo Casadio

Corredor desde os 12 anos, este mineiro de Juiz de Fora estreou na corrida do Corcovado em 1981, vencendo sua faixa etária. Aos 14, participou por acaso do seu primeiro triathlon, a etapa carioca do Circuito Golden Cup, com a inscrição de um então amigo de seu pai! Daí em diante, participou de todas as provas entre Minas e Rio, e também das principais competições do calendário nacional, obtendo sempre resultados expressivos. Em 1988 ingressou na faculdade de odontologia e migrou para o mountain bike, fazendo parte da famosa equipe Caloi, ao lado de nomes consagrados como Ieda Botelho, Renata Osório e Jamil Suaiden. Chegou a ser top 5 no ranking brasileiro.

Episódio 14 com Antônio Manssur

Hoje recebo o "Homem Biathlon", meu amigo Antônio Manssur Filho. Dono de uma personalidade irreverente, este pai e juíz de Direito do Estado de SP compete desde 1988. Ele estima que já foram mais de 500 competições em sua carreira esportiva e não dá sinais de que vá parar tão cedo. Aos 15 anos venceu a primeira corrida à pé da qual participou, indicando o que viria a se tornar uma de suas marcas registradas: uma corrida muito forte. Ao assistir uma prova de Triathlon no Guarujá, se interessou pela modalidade. Em nossa conversa ele conta como foi esta descoberta, sua primeira competição no Hotel Fazenda Duas Marias no interior de São Paulo e sobre a maneira inusitada como conheceu o carioca Márcio Carrilho, sua primeira amizade no esporte.

Episódio 13 com Reinaldo Tubarão Bassit

Professor de Educação Física, nutricionista e Doutor em Ciências pela USP, Reinaldo Tubarão foi um boxeador amador campeão e há quase 30 anos se dedica ao triathlon, mountain bike, maratonas e ultra-maratonas, sem deixar o surfe! Conhecido por participar de diversas provas longas, muitas vezes quase na sequência umas das outras, participou do Mountain Bike 12h solo em 1999, correu mais de 30 maratonas, participou 9 vezes da ultra-maratona BR135 (217km) e 15 vezes de provas de Ironman, além de 4 vezes do Ultraman UB515. Em nossa conversa ele conta sobre suas aventuras e como encarou o triathlon quando teve contato com a modalidade ainda em 1988. Conversamos sobre treinamento, sofrimento, motivação e o estilo de vida saudável que ele leva com sua família.

Episódio 03 com Núbio de Almeida

Núbio de Almeida Lima, sociólogo de 59 anos, conheceu o triathlon por acaso em 1985 durante uma viagem à Nice, na França, quando presenciou a então famosa prova chamada Ironman de Nice, palco de nada mais nada menos de 10 vitórias consecutivas de Mark Allen.

Da infância como corredor de velocidade ao triathlon, chegou a participar de oito provas de Ironman e diversos triathlons curtos.