Episódio 127 com Diogo Ratacheski

Meu convidado de hoje é um curitibano que desde garoto teve uma ligação muito intensa com a natureza. Aos 14 anos foi campeão brasileiro juvenil de escalada. Aos 16 sagrou-se campeão brasileiro profissional, feito que viria a repetir no ano seguinte. A vida seguia às mil maravilhas para este jovem campeão e com 20 anos veio mais um título, o de campeão sulamericano. Jovem, boa pinta, forte e vencedor, ele escolheu o curso de geologia, afinal, sua rotina estava intimamente ligada às paredes de pedra e à natureza. Vivendo aquela fase onde nos sentimos prontos para decolar para a vida, com energia e sonhos capazes de transformar o mundo, veio a reviravolta.

Episódio 126 com Paulo Guerra

Recebo hoje um convidado muito especial. Além de ter sido um dos melhores corredores do mundo no cross country e ter conquistado por 5 vezes o campeonato europeu da modalidade, foi o primeiro corredor branco da história a vencer os africanos. Nos conhecemos no começo dos anos 2000 em Fortaleza, quando veio participar de algumas edições da Maratona Pão de Açúcar de Revezamento a convite do Márcio Milan, outro amigo e na época executivo do grupo. Além do seu desempenho fenomenal, me chamou a atenção a simpatia, humildade e o sorriso sempre estampado em seu rosto.

Episódio 125 com Brett Sutton

Ele é o treinador de triatlo mais bem sucedido de todos os tempos. Ele também é uma pessoa muito direta, com um histórico único e, portanto, uma metodologia de treinamento única e não-ortodoxa. Conversamos sobre seu início, suas experiências de treinamento com galgos e cavalos, sua opinião sobre o MMA, suas crenças e opiniões sobre a cena atual do triatlo e seu futuro.

Episódio 123 com Luiz Navas Júnior

Ele é um professor de educação física e treinador formado em 2006 pela Faculdade Integrada de Santo André. Após viver uma fase complicada na adolescência, foi encontrando seu caminho através do esporte de endurance. O começo na natação em 1991 numa academia de bairro o levou aos biathlons (como eram chamados os aquathlons na época) e três anos depois estreou no famoso Triathlon Internacional de Santos.

Episódio 119 com Djan Madruga

Paulista da cidade de Santos, meu convidado participou de 3 Olimpíadas onde foi finalista em 5 provas e conquistou o bronze no revezamento 4x200 livre. Aos 16 anos já era recordista sul-americano dos 200, 400, 800 e 1500 metros livre. Foi o único nadador brasileiro a deter recordes simultâneos em todas as distâncias do nado livre, dos 100 aos 1500 metros. Nas eliminatórias dos 400 metros nos Jogos Olímpicos de Montreal em 1976, foi o primeiro nadador brasileiro a bater um recorde olímpico e o primeiro nadador do mundo a baixar de 4 minutos.

Episódio 117 com Adherbal de Oliveira

Recebo hoje um nadador que desde os 10 anos de idade foi se acostumando com vitórias e quebra de recordes. Uma dura rotina o fez mestre em “contar azulejos” até os 18 anos, quando optou em largar o esporte para se concentrar nos estudos. Mais de duas décadas depois, já pai de quatro meninas, sentiu que era a hora de retornar ao meio aquático. Dessa vez os limites da piscina já não eram mais o suficiente para saciar sua vontade de nadar.

Episódio 116 com Nicolas Sessler

Recebo hoje um jovem e talentoso ciclista que foi bi campeão brasileiro de mountain bike até completar 18 anos e em 2012 ficou com o 7. lugar ranking mundial júnior da UCI. Integrou a equipe Scott e Caloi, onde correu ao lado de outras feras como Henrique Avancini e Sherman Trezza. Em 2014 recebeu um convite para correr na Bélgica e lá ficou por três temporadas até ser aconselhado pelo seu treinador a tentar a sorte no ciclismo de estrada, pois lhe faltava a explosão necessária para competir no alto nível do mountain bike.

Episódio 109 com Ana Lídia Borba

Minha convidada de hoje é com certeza uma das pessoas mais notáveis que transitam pelo universo do triathlon nacional. Dona de uma versatilidade impressionante, esta goianense viveu o sonho de ser atleta profissional e aparentemente não se intimida com qualquer obstáculo que surge à sua frente. Na verdade ela aproveita cada oportunidade para desafiar-se e crescer, para dar vazão à sua veia criativa e empreendedora.

Episódio 108 com Daniel de Oliveira

Recebo hoje pela segunda vez no Endörfina um convidado que surpreende a todos assim que começa a contar sua história, crenças e títulos. Uma voz que transmite serenidade e sabedoria, que de certa maneira é um contraponto aos seus feitos esportivos. Um atleta completamente fora dos padrões, não apenas pelos objetivos que norteiam sua dedicação ao esporte, mas pelos desafios que escolhe enfrentar.

Episódio 107 com Luiz Cocuzzi

Ele é multicampeão brasileiro de mountain bike e está em busca de realizar o sonho de participar dos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020. Tem o privilégio de ser filho de um ex-ciclista profissional que anda de bicicleta desde antes mesmo de nascer. Após uma rápida passagem pelo ciclismo de estrada, resolveu se dedicar às pistas de terra e após ser selecionado pelo COB e a CBC para passar um período no Centro Mundial de Ciclismo, na Suiça, voltou com o objetivo de se profissionalizar.