Episódio 127 com Diogo Ratacheski

Meu convidado de hoje é um curitibano que desde garoto teve uma ligação muito intensa com a natureza. Aos 14 anos foi campeão brasileiro juvenil de escalada. Aos 16 sagrou-se campeão brasileiro profissional, feito que viria a repetir no ano seguinte. A vida seguia às mil maravilhas para este jovem campeão e com 20 anos veio mais um título, o de campeão sulamericano. Jovem, boa pinta, forte e vencedor, ele escolheu o curso de geologia, afinal, sua rotina estava intimamente ligada às paredes de pedra e à natureza. Vivendo aquela fase onde nos sentimos prontos para decolar para a vida, com energia e sonhos capazes de transformar o mundo, veio a reviravolta.

Episódio 125 com Brett Sutton

Ele é o treinador de triatlo mais bem sucedido de todos os tempos. Ele também é uma pessoa muito direta, com um histórico único e, portanto, uma metodologia de treinamento única e não-ortodoxa. Conversamos sobre seu início, suas experiências de treinamento com galgos e cavalos, sua opinião sobre o MMA, suas crenças e opiniões sobre a cena atual do triatlo e seu futuro.

Episódio 114 com Shubi Guimarães

Minha convidada de hoje é uma mulher forte. Apesar de nascida e criada em São Paulo, sua infância foi marcada pelas férias na fazenda da avó e na praia, o que já seria um indício do que viria a nortear sua vida adulta. Nos últimos 20 anos ela vive conectada à natureza através do esporte. Os traços delicados escondem o gosto e a capacidade de aguentar situações de extremo desconforto e sofrimento físico.

Episódio 113 com Reinaldo Colucci

Nascido na cidade de Descalvado, interior de São Paulo, foi descoberto ao participar de provas de aquathlon para logo demonstrar um grande talento para o triathlon. Não tardou até começar a conquistar vitórias e títulos, que por sinal são praticamente incontáveis. Com muita maestria dominou provas curtas e longas.

Episódio 112 com Daniel Chaves

Meu convidado de hoje fez do esporte um instrumento para buscar sua a auto realização. Mesmo muito antes de ter noção, a corrida para ele viria a significar mais do que a mera busca pela satisfação pessoal, medalhas, grana, sucesso e fama. A corrida viria a se tornar um caminho para a sua existência, para sua a auto superação. Graças a ela que Daniel tem hoje uma vida regrada, estável e muito promissora.

Episódio 74 com Adriana da Silva

Recebo hoje para um conversa sobre a vida e o atletismo, uma moça de origem simples, vinda do interior de São Paulo e que fez da corrida não apenas sua profissão, mas um motivo de esperança para mudar a sua vida. Uma história que se repete muitas vezes, principalmente aqui no Brasil. Um clichê que insiste em continuar acontecendo, seja para o bem ou pelo mal. Conheceremos hoje um pouco mais a fundo a história de vida dessa talentosa maratonista que acorda todos os dias com a motivação de se tornar uma vencedora nas competições e na vida.

Episódio 72 com Carla Di Pierro

Minha convidada de hoje é graduada em Psicologia pela PUC-SP, especialista em Psicologia do Esporte e em Análise do Comportamento. Cursou Mindfull Performance pela Escola de Medicina da Universidade de San Diego e atua na preparação mental de atletas amadores e profissionais desde 2001, em modalidades tão diversas como natação, atletismo, vela, judô, triathlon, automobilismo, ciclismo, hipismo, tiro esportivo e ballet.

Episódio 67 com Cássio de Paiva

O jovem Cássio iniciou sua carreira como ciclista em 1982, ainda em sua cidade natal, Belo Horizonte. Os bons resultados o levaram a se mudar para São Paulo para representar a famosa equipe Pirelli, que por sua vez, serviu como uma espécie de trampolim para que ele recebesse um convite para correr por uma equipe portuguesa.

Episódio 66 com Rafael Magalhães

Rafael estreou no IM de Kona em 84 e já em 87, após dar uma pausa na carreira de engenheiro, fez 9h41’, sendo o primeiro sul americano a baixar das dez horas. Voltou à competir no mundial em 88 e 89, estabelecendo o recorde brasileiro na época, com 9h28’.

Episódio 59 com Juraci Moreira

Meu convidado de hoje é mais uma caso de talento que foi revelado ainda jovem. Da natação na infância e começo da adolescência, este curitibano se interessou pelo triathlon aos 14 anos de idade. Aos 18 resolveu se profissionalizar e um ano depois já conquistaria o título de campeão brasileiro, sendo até então o mais jovem atleta a conquista-lo.