Episódio 45 com Ronaldo da Costa

Ele iniciou na corrida aos 16 anos de idade, atraído pela premiação da prova. A data ele jamais se esqueceu, foi no 30 de maio 1987. O tempo nos 10km foi de 40’20”, o que lhe garantiu um inesperado 2. lugar e quinhentos cruzeiros no bolso. Trabalhando então numa olaria para a prefeitura de Descoberto, Minas Gerais, ele gostou da experiência e resolveu continuar participando das corridas da região. Mudou-se para Juiz de Fora para trabalhar numa fábrica de máquinas de escrever e competia pela equipe da empresa. Descontente com a vida na "cidade grande", aos 19 anos resolveu voltar para sua cidade natal e continuou a correr.

Episódio 44 com Márcio May

Mais um ciclista talentoso que veio do sul do país e que durante 18 anos representou a seleção brasileira em diversas provas do esporte, da pista à estrada. Iniciou no esporte em 1986 e por pouco mais de duas décadas calcula ter pedalado algo próximo a 600 mil km! Neste período venceu inúmeras provas, participou de 3 olimpíadas e foi tetra-campeão da Volta de Santa Catarina.

Episódio 41 com Poliana Okimoto

Meses após viver o ponto mais baixo de sua carreira, nos Jogos Olímpicos de Londres 2012, Poliana superou a depressão resolveu ir atrás do seu sonho. Nadando em águas brasileiras, foi bronze na maratona aquática no Rio 2016. Conheça detalhes da história da primeira nadadora brasileira a ganhar medalhas em mundiais e também em Jogos Olímpicos, a atual recordista brasileira nos 1500 metros em piscina longa e escritora nas horas vagas, a grande Poliana Okimoto Cintra.

Episódio 40 com Alexandre Maximiliano

Carioca de alma e espírito, este oceanógrafo e professor de educação física, apaixonado pelo esporte da redonda desde a infância, correu muito atrás da bola e de pipas numa época em que ainda era seguro uma criança brincar pelas ruas. Um dia sonhou em ser triatleta. Afinal, já praticava natação e chegava primeiro que seus colegas nas pipas que perseguia. Morando na cidade onde surgiu o nosso esporte, foi fácil começar a competir. Estreou em 1987, foi bronze no Ironman do Havaí na categoria até 24 anos (1995), mesmo ano em que foi vice–campeão do Troféu Brasil e bronze também no campeonato sul-americano de 1996. Sagrou-se hexa-campeão carioca de duathlon entre outros títulos!

Episódio 39 com Renata Falzoni

Esta paulistana formada em arquitetura pelo Mackenzie tornou-se fotógrafa e video-repórter no final dos anos 70 e começo dos 80. Foi organizadora de provas de MTB e uma das fundadoras dos Night Bikers, primeiro grupo organizado de pedaladas noturnas pela cidade de SP. A paixão pela magrela e o sonho de tornar-la mais respeitada como meio de transporte e de transformação, a fez militar em prol das duas rodas pelo Brasil todo. Apresentou por mais de uma década seu programa na multinacional ESPN, se candidatou a vereadora, cobriu diversos eventos esportivos e rodou o mundo para mostrar as mais diversas faces do universo sobre duas rodas.

Episódio 38 com Jaqueline Mourão

Minha convidada de hoje foi eleita pelo COB como a melhor mountain biker do Brasil entre 2002 e 2006. Foi a primeira atleta na modalidade a participar dos jogos olímpicos, em Atenas 2004. Apenas nove meses depois de aprender a esquiar, participou de sua segunda Olimpíada, agora dos esportes de inverno, em Torino 2006. Ao todo já foram seis participações em Olimpíadas, em três modalidades. Um recorde absoluto no Brasil! Em 2018, voltando ao MTB, sagrou-se campeã brasileira aos 42 anos de idade.

ESPECIAL brasileiros no Tour de France com Murilo Fischer

O mais recente brasileiro a participar do Tour de France, Murilo fez carreira na Europa por 13 anos, sendo o recordista brasileiro de participações e finalizações das "grandes voltas" (3 x Tour, 5 x Giro, 1 x Vuelta), além de 5 participações em Olimpíadas.

ESPECIAL brasileiros no Tour de France com Luciano Pagliarini

Um craque da bicicleta desde garotinho, Luciano iniciou nas competições através do mountain bike. Após sagrar-se campeão paranaense, foi convidado para integrar a seleção brasileira júnior de ciclismo de estrada. Entre 1994 e 1996, seus resultados impressionam e no campeonato brasileiro deste último ano na categoria júnior, ganha seis medalhas de ouro e uma de prata. om Luciano participa do pan-americano do Uruguai, onde conquistou duas medalhas de prata e duas de bronze. Veio então o convite para integrar a Caloi, que representou por três anos, vencendo mais de 60 provas.

Episódio 37 – Fernanda Paradizo

Filha de uma pedagoga, passou grande parte da sua infância e adolescência na escola. Além das atividades artísticas, praticou judô, handebol, basquete e vôlei. Antes dos 17 anos já ingressou na faculdade de jornalismo e dois anos depois, na faculdade de letras. Era revisora da revista Boa Forma, quando foi chamada para fazer uma matéria sobre a corrida. Conheçeu então o mestre em corrida, Wanderlei de Oliveira, que seria fator determinante no seu ingresso no mundo das maratonas, como corredora e jornalista.

ESPECIAL brasileiros no Tour de France com Mauro Ribeiro

Com apenas 18 anos foi campeão mundial na pista, o que motivou seu pai a criar a equipe de ciclismo Cascatinha. Alguns anos depois, os resultados expressivos o levaram a conquistar uma vaga na equipe Caloi e após um ano, passou uma temporada no principal centro de formação de ciclistas da França. De lá saiu com um contrato com a francesa RMO, uma das maiores da época. Durante os seis anos que representou as cores da RMO, conquistou seus principais resultados, inclusive a gloriosa vitória nos 161km da 9a. etapa da Volta da França, justamente no dia 14 de julho de 1991, entre Alençon e Rennes.