Episódio 115 com Vinícius Canhedo

Aos 35 anos de idade, este candango especializado em provas longas vive num ritmo alucinado, que se parece mais com um sprint do que um Ironman. Empresário dono de múltiplos negócios e triatleta profissional são também duas tarefas aparentemente incompatíveis que ele exerce com aparente facilidade.

Episódio 114 com Shubi Guimarães

Minha convidada de hoje é uma mulher forte. Apesar de nascida e criada em São Paulo, sua infância foi marcada pelas férias na fazenda da avó e na praia, o que já seria um indício do que viria a nortear sua vida adulta. Nos últimos 20 anos ela vive conectada à natureza através do esporte. Os traços delicados escondem o gosto e a capacidade de aguentar situações de extremo desconforto e sofrimento físico.

Episódio 113 com Reinaldo Colucci

Nascido na cidade de Descalvado, interior de São Paulo, foi descoberto ao participar de provas de aquathlon para logo demonstrar um grande talento para o triathlon. Não tardou até começar a conquistar vitórias e títulos, que por sinal são praticamente incontáveis. Com muita maestria dominou provas curtas e longas.

Episódio 111 com Otávio Lazzuri

Advogado e triatleta amador, meu convidado é também um dos idealizadores e organizadores do EV Triathlon. Aqui ele conta sua história e as motivações por trás da prova prova realizada desde 2017 na estrada velha de Santos e que tem feito bastante sucesso entre os atletas de São Paulo.

Episódio 108 com Daniel de Oliveira

Recebo hoje pela segunda vez no Endörfina um convidado que surpreende a todos assim que começa a contar sua história, crenças e títulos. Uma voz que transmite serenidade e sabedoria, que de certa maneira é um contraponto aos seus feitos esportivos. Um atleta completamente fora dos padrões, não apenas pelos objetivos que norteiam sua dedicação ao esporte, mas pelos desafios que escolhe enfrentar.

Episódio 107 com Luiz Cocuzzi

Ele é multicampeão brasileiro de mountain bike e está em busca de realizar o sonho de participar dos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020. Tem o privilégio de ser filho de um ex-ciclista profissional que anda de bicicleta desde antes mesmo de nascer. Após uma rápida passagem pelo ciclismo de estrada, resolveu se dedicar às pistas de terra e após ser selecionado pelo COB e a CBC para passar um período no Centro Mundial de Ciclismo, na Suiça, voltou com o objetivo de se profissionalizar.

Episódio 105 com Tony Kanaan

Meu convidado de hoje é um daqueles baianos arretados. Nascido em Salvador há quase 45 anos, ele entrou no automobilismo aos 8. Esse descendente de libaneses rodou o mundo em busca de vitórias e foi nos Estados Unidos que fez fama e fortuna. Com resultados importantes, seu jeito brincalhão e a vitória numa das competições mais emblemáticas do automobilismo mundial, as 500 milhas de Indianápolis, ele conquistou a América.

Episódio 104 com Beatriz Pinna

Recebo hoje uma triatleta amadora que veio do tênis. Foi através do incentivo do irmão mais velho que ela resolveu deixar a monotonia da corrida para experimentar o triathlon. Logo ela se viu fazendo treinos que jamais poderia imaginar e pegou gosto pela nova modalidade. Com o passar do tempo, já completamente tomada pelo estilo de vida do triathlon, essa mulher formada em administração de empresas com MBA em finanças começou a querer analisar o desempenho de suas concorrentes e descobriu que não se tratava de uma tarefa simples mesmo para quem domina o excel.

Episódio 101 com Amilcar Altemani

A história de vida do meu convidado de hoje é parecida com aquelas que tantas e tantas vezes assistimos nos vídeos oficiais das provas do Ironman do Havaí, quando a organização escolhe a dedo um ou dois amadores que muito distante dos profissionais, não esperam se consagrar no campeonato mundial da distância. São pessoas comuns que transformaram suas vidas numa jornada de superação e enfrentamento de dificuldades com o auxílio do triathlon mais famoso do mundo.

Episódio 100 com Frank Silvestrin

Meu convidado de hoje iniciou no triathlon a pouco mais de 20 anos. Foram duas décadas aprendendo e se aprimorando. O ex-lateral esquerdo que detestava as aulas de natação aprendeu que basta ter um objetivo, ser persistente e determinado que é possível chegar aonde queremos. Seguindo o ditado oriental que diz “devagar que eu tenho pressa”, esse gaúcho agora vive o auge da sua carreira como atleta profissional ao mesmo tempo em que vive o momento mais especial da sua vida como homem, pois o pequeno Francisco, seu primeiro filho, está para nascer nos próximos dias.