Episódio 33 com Rafael Niro

Rafael já participou de corridas de aventura, triathlons e diversas provas de mtb. Trabalhando desde 2013 na TREK Bicycles, tem hoje, como gerente de mkt, a responsabilidade de fortalecer e expandir da presença da marca no Brasil.

Episódio 30 com Nato Amaral

Meu convidado de hoje é um atleta amador, porém, daqueles que leva tão a sério sua paixão pelo esporte, que por muito pouco não poderia ser considerado um profissional. Digo isso não por causa dos seus resultados, que aliás são bastante respeitáveis, mas principalmente pela sua devoção à uma modalidade que ganha cada vez mais destaque a cada ano. Minha teoria é de que nas últimas décadas, as Maratonas, conhecidas como as rainhas das corridas de rua, deixaram de significar o sonho de consumo de uma parcela significativa dos corredores amadores. Como se os 42.185 metros tivessem se tornado, digamos, curtos de mais!

Episódio 25 com Raíza Goulão

Neste episódio inédito do Endörfina, gravado ao vivo, converso com a super campeã do mountain bike nacional, a grande Raíza Goulão Henrique. Nascida e criada na cidade de Pirenópolis, interior de Goiás, não teve a facilidade e o incentivo que os jovens deveriam ter para a prática de esportes. Mas o espírito inquieto e sonhador a impulsionou rumo ao mountain bike, que a tornaria, ao lado da dupla Zezé di Camargo e Luciano, a cidadã mais notória de sua cidade.

2018-05-11T17:38:34+00:00 26 abril, 2018|Ciclismo, Michel Bögli, Mountain Bike, MTB|0 Comentários

Episódio 24 com Alexandre de Médicis

Em 2018 o Endörfina celebra os 35 anos do Triathlon brasileiro. Tudo começou no RJ com a "Corrida Alegre", idealizada e organizada pelo jornalista José Ignácio Werneck (meu convidado no episódio 12). Largaram cerca de mil pessoas, poucas porém, com o objetivo de competir nas três modalidades (natação, corrida e ciclismo, nesta ordem!). Um dos competidores que já sabia sobre o novo esporte e havia treinado para a competição é meu convidado de hoje. Alexandre de Médicis foi o primeiro triatleta brasileiro.

Episódio 23 com Ivan Albano

No triathlon desde 1991, quando ainda competia como júnior, até hoje, com 28 provas de Ironman no currículo (6 só em Kona) e três vitórias consecutivas no UB515, este paulista de Mogi Mirim vive desde então para o esporte, seja treinando para o próximo desafio, seja orientando e incentivando seu filho David (8 anos) ou seus alunos! Com vocês, IVAN ROBERTO DE CAMPOS ALBANO JUNIOR.

Episódio 18 com Leonardo Casadio

Corredor desde os 12 anos, este mineiro de Juiz de Fora estreou na corrida do Corcovado em 1981, vencendo sua faixa etária. Aos 14, participou por acaso do seu primeiro triathlon, a etapa carioca do Circuito Golden Cup, com a inscrição de um então amigo de seu pai! Daí em diante, participou de todas as provas entre Minas e Rio, e também das principais competições do calendário nacional, obtendo sempre resultados expressivos. Em 1988 ingressou na faculdade de odontologia e migrou para o mountain bike, fazendo parte da famosa equipe Caloi, ao lado de nomes consagrados como Ieda Botelho, Renata Osório e Jamil Suaiden. Chegou a ser top 5 no ranking brasileiro.

Episódio 16 com Paulo Fontana

Das águas de São Vicente às praias de Ubatuba, no litoral de São Paulo, este surfista de carteirinha ingressou no Triathlon em 1985, já seguindo o caminho do pai, o Sr. Pier Paulo. A disciplina e dedicação herdadas da mãe e o gosto pelos treinamentos fez dele um dos melhores triatletas no final dos anos 80 e começo dos 90! Este paulistano nasceu para o esporte das três disciplinas.

Episódio 15 com Alexandre Ribeiro, parte 1

Como um garoto hiperativo e "rato de praia" se torna hexa-campeão do Ultraman do Havaí? O que levou este corredor precoce a encarar o triathlon mais competitivo e famoso do mundo, com apenas 18 anos de idade? Essas respostas e tantas outras histórias você ouve aqui, no episódio de hoje com o grande Alexandre Ribeiro. Torcedor fanático do Fluminense, a personalidade mais "gente boa" do nosso esporte relembra uma época do Rio de Janeiro que dá saudades. Ele narra o começo da Maratona do Rio, suas aventuras para treinar com pouca informação e muita vontade. Relembra o começo do triathlon no Brasil em 1982 e também do período em que morou com o amigo e parceiro de treinos Dean Harper (vencedor do primeiro Wildflower Triathlon e capa da primeira edição da revista Triathlete em maio de 1983) em Sacramento nos Estados Unidos, treinando sob orientação de Marc Evans. Ele nos conta a respeito da sua estréia no Ironman do Havaí, aos 18 anos, e das várias experiências que teve em Kona, inclusive uma até então inédita 20. colocação em 1996.

Episódio 10 com Fernando Nabuco

No décimo episódio do Endörfina conversei com Fernando Nabuco de Abreu. Meu amigo desde o começo dos anos 1990, possui uma história muito legal. Filho de um remador Olímpico, começou a nadar aos sete de idade. Aos 17 participou revezamento 4x100m dos jogos Olímpicos de Roma, em 1960. Voltou de lá com um "manual australiano" de treinamento de alto rendimento, que se mostrou revolucionário para os padrões nacionais da época. Foi quanto os estudos e o trabalho falaram mais alto, fazendo com que passasse a dividir seu tempo com os esportes. Passou pelo polo aquático, vela, tênis e até motonáutica. Já um empresário de sucesso, foi lendo o Jornal do Brasil em um voo da ponte aérea que soube da 1. Maratona do Rio de Janeiro, em 1980. Mesmo sem qualquer experiência na corrida, resolveu participar da prova. Três anos mais tarde participou do triathlon Café do Brasil e organizou o primeiro triathlon de São Paulo. Esteve em Kona nos anos de 1984, 87 e 89.

Episódio 04 com Oscar Galindez

O argentino Oscar Saul "El Negro" Galindez (numeral 2), então com 18 anos, acabara de passar da categoria júnior para "mayores". Naquele ano (1989) ganhou seu 1° Campeonato Argentino, deixando para trás atletas atletas mais velhos e experientes. E essa foto foi tirada no final do campeonato em San Juan, disputando a vitória com Fernando Giacaglia de Mar del Plata.

Esse simpático argentino da província de Córdoba fez história no [...]